Com relação à carga horária, as horas de trabalho no Reino Unido são muito menores e mais racionais do que no Brasil. Isso porque os horários são muito bem regulamentados, hoje ainda muito mais do que o período anterior a 2015, quando estes fizeram uma greve por estarem sendo submetidos a horas excessivas. A realidade é que ainda assim nós somos submetidos a uma carga horária muito maior aqui no Brasil, que talvez só perca para lugares como o Estados Unidos onde o progama de residência chegue a casa das centenas de horas por semana.

As atividades em enfermaria acontecem normalmente das 9am-5pm. Nesse horário, os junior doctors chegarão um pouco mais cedo para preparar o ward round, organizar os materiais. Após isso, existe o horário de almoço, e no periódo da tarde as pendências são resolvidas. As 17h, caso tudo tenha acabado você pode ir pra casa. Nas enfermarias de clínica, sempre existem pendências e então você dificilmente sairá sempre no horário. Mas nos padrões de lá sair tarde da enfermaria todo dia é sair todo dia as 18-19.

Uma diferença que influe bastante na carga horária e que no Brasil em geral as atividades de enfermaria ocorrem no periodo da manhã, e a tarde ocorrem as ativiades de ambulatório. Em muitos programas de residência todos os periodos da tarde são completos com atividades em ambulatorios, onde você deve atender centenas de pacientes com seus colegas de residência. No UK, talvez porque a atenção primária e secundária é em grande parte coberta pelos GPs, as atividades ambulatoriais (outpatient clinics) geralmente são realizadas pelos consultants. Isso já tira um peso muito grande de uma atividade que cobre grande parte da carga horaria que temos no Brasil.

Apesar disso todo hospital terá equipes trabalhando em esquema de plantão, os locums. Estes tem uma carga horária semelhante ao Brasil, em regime de 9 a 12 horas, com algumas opções variaveis (o twilight shift, ward cover shift, etc). Aqui a diferença com relação ao Brasil é que no UK você não pode, por lei, trabalhar mais do que 12 horas seguidas, e isso é aplicado. Após você trabalhar 12 horas, você é obrigado a ter o proximo turno de descanso. Certa vez conversei com um Júnior Doctor sobre como fazia em media 60h-72h por semana em plantões (e que semanalmente fazia plantões de 24h) e ele não acreditou que isso seria possível. Isso funciona na prática porque as horas no UK não muito bem regulamentadas, o que as vezes pode ser bom e ruim. (Já fui informado por médicos locais que os únicos que ultrapassam esse limite de carga horária são os cirurgioes, em virtude da natureza do trabalho destes).

Por exemplo, se numa determinada semana no Reino Unido você ultrapassar a carga horária padrão (máximo de 40-45h por semana), fazendo por exemplo 55 horas, na semana seguinte você precisará compensar fazendo menos, 35 horas. Isso porque no final do mês que a sua carga horária precisa fechar dentro do regulamento. Isso é bom porque protege você, diferentemente do Brasil onde você é obrigado a ultrapassar, por vezes fazendo mais de 100h em uma semana somente dentro da residência, sobre o que adiciona-se muitas vezes um plantão extra de 12-24h fora do hospital escola pra gerar uma renda extra.

Nem sempre foi assim no Reino Unido, muito desta regulamentação veio após a greve dos junior doctors em 2015, que exigiu uma mudança significativa nos contratos destes. Em parte, a reivindicação deles foi que eles eram obrigados a trabalhar em um sistema de sáude superlotado, com carga horária acima do que estava na lei (40 horas por semana), em unidades com “pouca” estrutura, e não eram pagos corretamente pelo tanto de horas extras que faziam (o que a nós brasileiros soa muito familiar). Isso em 2015 resultou em uma grande greve com repercussão nacional, o que mudou muito essa questão para os médicos que trabalham no UK. O livro de Adam McKay “This is Going to Hurt” sobre a sua experiência no NHS foi escrito antes dessa greve, e ele mesmo fala como aquilo não representa a realidade atual.

Foto retirada de noticia referente aos protestos de 2015

Por outro lado essa mesma regulamentação impede que você consiga acumular muitas horas de trabalho em uma determinada semana se quiser aumentar um pouco o seu salário com plantões. No UK, se você quiser viver sob regime de plantões, não conseguirá fazer mais do que 4 plantões de 12 horas em uma determinada semana.

Isso não quer dizer que a carga horária e o peso do trabalho no Reino Unido não sejam desafiante, com certeza não é. Na realidade as fases inicias serão sempre estressantes, considerando as dificuldades que você precisa enfrentar pra praticar Medicina em outra língua, outra cultura. Estresse no ambiente de trabalho não é diretamente proporcional às horas que você trabalha, e sim a um somatório de fatores. Todos já trabalhamos em um local que em 6 horas pode causar muito mais cansaço físico e estresse que outros lugares conseguem gerar em 24 horas. Trabalhar no UK irá significar um processo inicial de adaptação em tudo: como se direcionar aos seus pacientes, à equipe, como entender o inglês destes e como se fazer entendido, etc.

Concluindo, acredito que dentre as muitas dificuldades que temos na transição para o sistema de saúde britânico, a questão da carga horária não necessariamente seja uma delas. Infelizmente, acredito nisso considerando as condições de trabalho que médicos recem-formados e residentes são submetidos aqui no Brasil. Mesmo aqueles mais experientes, muitas vezes são obrigados a manter uma carga horária muito acima do que é saúdavel em busca de um padrão de vida financeiro fora do habitual. Acredito que trabalhar no UK seja se aproximar mais de uma vida em que a Medicina não tome conta de 95% da sua vida, o que pode ser muito mais saudável.

Leia mais em:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.