Algumas das pessoas interessadas em buscar a revalidação são estudantes de Medicina, e este geralmente querem saber o que podem fazer enquanto estão na faculdade para adiantar o processo. A noticia boa é que você pode se preparar, mapra que ao final do processo voce esteja com as coisas prontas para iniciar a revalidação. A noticia ruim é que, diferentemente do USMLE, você só pode fazer o PLAB apos a sua graduação, umav ez que para se inscrever eles exigem o seu diploma. Mas ainda assim há algumas coisas que podem adiantar a sua vida no futuro, sendo a principal delas o IELTS e o seu curriculo.

Realizar o IELTS ainda na faculdade de Medicina é uma ideia interessante, mas recomendo somente para os estudantes nós últimos anos de faculdade, sendo uma prova cujo resultado só vale por 2 anos. De qualquer forma, sendo o IELTS considerado por alguns a parte mais dificil da revalidação, é bom já ter o resultado necessário ainda na faculdade (nota overall 7.5; com no mínimo 7 em cada banda). O tempo que voce vai precisar para estudar para o IELTS vai depedner muito do seu ingles debase. Então se você acha que ainda tem muito a melhora, pode ao longo de anos ir se habituando com a lingua e se tornar o mais fluente possível.

Melhorar o seu curriculo durante a graduação é outra coisa que voc^çe pode fazer, e nem todo estudante de Medicina aprecia o tempo livre que você dispoe durante a faculdade para fazer isso. No momento da sua entrevista e ao aplicar para empregos, ainda mais sendo voce um medico imigrante, posteres apresentandos, apresentações orais em congressos nacionais e internacionais, publicações em livros ou em periodicos, atividades de extensão, organização de eventos, monitorias, participação em eventos, intercambio, até atividades beneficientes ou destaques na aréa esportiva irão contar. Olhando um e-portfolio de um júnior doctor padrão-ouro, você pode ver as inumeras atividades inseridas, todas com seus certificados devidamente apresentados (muito importante guardar todos seus certificados), no entanto pode-se perceber que um curriculo desse nível não é inatingivel para um graduando brasileiro. Pessoalmente acredito que nós formamos com um curriculo mais completo que o de estudantes britanicos, mas isso vai depender de você.

A realização de estágios opcionais (geralmente de 1-3 meses) em hospitais no Reino Unido é algo que é benéfico obviamente, mas não obrigatório. Diferentemente do USMLE onde você deve realizar no mínimo 2 estágios e apresentar u mnúmero X de cartas de recomendação, para a revalidação para o UK esse não é um requisito obrigatório. Obviamente, no momento de uma entrevista caso você aresente um certificado de etágio ou umac arta de recomendação você receberá pontos positivos, afinal qualquer coisa é melhor do que nada. Mas a realização do estágio não é critério obrigatório, servindo mais como uma forma de você entender como funcion ao NHS (o que pode sim facilitar sua vida no futuro), tentar decidir melhor se é aquilo que você está almejando para o seu futuro, etc. É bom lembrar que para conseguir um estágio fora você deve mandar uma série de e-mails para ocnseguir a vaga, que nem sempre é de graça, e isso irá gerar um custo alto com etadia e manunteção em outro país com uma moeda forte. Se você for médico, esse custo irá aumentar e muito, considerando o gasto indireto relacionado a você não estar trabalhando.

Focar nos estudos enquanto está na faculdade também pode te ajudar muito no futuro profissional no UK. Durante os 4 primeiros anos na graduação, por mais chato que pareçam os assuntos, você estará desenvolvendo as habilidades básicas para o 2 últimos anos de internato, que junto com as atividades extras que você realizar fora da faculdade, irão te preparar para trabalhar como médico. Isso irá facilitar a transição para o UK, e já se caiu por terra a ideia de que o mercado de trabalho médico britânico é resistente a imigrantes ou xenofóbico (pelo menos na grande maioria dos casos). Para trabalhar no NHS você deverá atender aos requisitos mínimos de competencias tecnicas, e se você tiver uma boa formação no Brasil não terá dificuldades nenhuma em trabalhar em outro país, muito pelo contrário, no Brasil temos a oportunidade de assumir responsabilidades muito acima do que será esperando no UK. Portanto buscar estágios, aprender a manejar pacientes graves, a realizar procedimentos (junior doctors raramente são esperados a realizar procedimentos que fazemos no Brasil, como intubação orotraqueal, acesso venoso central, dreno de tórax,e tc) já é um excelente começo para o processo de revalidação.

Finalmente, acho que a coisa mais importante que você pode fazer durante a faculdade é se certificar da sua decisão em revalidar. Antes de receber o diploma, a falta de independencia financeira, falta de autonomia profissional, pode te confundir e estar enviesando a sua escolha. Você não saberá ao certo se quer trabalhar no Brasil no futuro se ainda não trabalha como médico de fato. O processo de revalidação irá custar caro e tomará uma boa parte do seu tempo, portanto é importante estar esclarecido para que você esteja pronto no meio do caminho quando surgirem eventuais dúvidas sobre a sua escolha (que geralmente surgem nas dificuldades: caso você perca em algum teste da revalidação, ao se mudar e não conseguir o trabalho que você desejava, ou caso se decepcione profissionalmente ou pessoalmente ao chegar no UK). Portanto, tentar buscar exatamente quais as razões que estão te motivando a querer morar no Reino Unido, entender os pontos negativos e positivos que irão acompanhar essa mudança, é muito mais importante do que conseguir a sua nota no IELTS.

Um comentário em “Para estudantes de Medicina

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.