Uncoupled Specialties – São as especialidades que requerem que você realize anteriormente o Core Training. O treinamento de especialista destas especialidades iniciam-se no ST3 já que o CT1/2 corresponde ao dois primeiros anos do treinamento de especialista ST1/2. Em geral são “residências” mais longas, com um total de 5-7 anos até o último ano do specialty training. Estas especialidades são:  

Retirado do site da Brittish Medical Association 

Run-through training – o equivalente às especialidades de acesso direto. Você não precisa realizar o CT, entrando diretamento no ST1. Para nós brasileiros, isso significa que você precisará de um curriculo muito bom se quiser uma especialidade mais concorrida (como Oftalmologia, por exemplo). Isso acontece porque você não tem os 2 anos do CT para melhorar o seu curriculo, e irá competir nas entrevistas logo após o seu FY2, o primeiro emprego provavelmente. Na prática, é possível que você precise ficar mais de um ano em um emprego nível SHO/FY2/Clinical Fellow para conseguir se aproximar das especificidades de curriculo necessárias. São estas:

Retirado do site do Brittish Medical Journal 

OBS: Cada especialidade possui pré-requisitos desejados e ideais para o ingresso no specialty training. Esses pré-requisitos (p.ex: pesquisa na aréa, apresentação de projetos na aréa) estão disponíveis nas páginas dos Royal Colleges de cada especialidades. 

Image result for GP training UK NHS